Altas superam número de internações por Covid-19 na Bélgica

A Bélgica registrou neste domingo (5), pela primeira vez desde o início da pandemia do novo coronavírus, um número de altas médicas maior do que o de internações por Covid-19 em 24 horas, segundo informou o instituto de saúde Sciensano.

Ao todo, 499 pessoas foram internadas por causa da doença desde sábado, enquanto 504 pacientes se recuperaram. Atualmente, 5.735 leitos dos centros de saúde belgas estão ocupados por pessoas que contraíram o coronavírus SARS-CoV-2, 1.261 em tratamento intensivo.

Outro sinal considerado positivo pelo Sciensano é que nas últimas 24 horas a ocupação das UTIs só aumentou em 16 pessoas.

Desde esta sábado, ocorreram 164 mortes por Covid-19 no país, o que aumenta o total para 1.447. Quanto aos casos confirmados, 1.260 foram registrados desde o balanço do dia anterior, totalizando 19.961.

O jornal Le Soir lembra que mesmo que a tendência positiva dos últimos dias se confirme, os números que chegam durante os fins de semana devem ser sempre analisados com cautela, já que alguns dados levam mais tempo para serem transferidos.

O governo belga estuda a possibilidade de conceder um bônus aos profissionais da saúde pelo esforço extraordinário feito durante a crise, com um pagamento de 1.000 a 1.450 euros.

Alguns partidos que apoiam a coalizão governamental pedem que o bônus seja ampliado aos trabalhadores que têm de permanecer nos empregos com contato próximo com os clientes, como policiais e caixas de supermercados.

*Com informações da EFE