Artesã é esfaqueada por dizer que não cumpriria prazo de entrega de peças de biscuit na Grande BH

O crime foi na noite desta terça-feira (6), no bairro Palmital, em Santa Luzia. Vítima segue internada no Hospital Risoleta Neves, na capital mineira.

Mulher é esfaqueada por dizer que não conseguiria entregar lembrancinhas de biscuit no prazo combinado — Foto: Arquivo/Divulgação/Prefeitura de Botucatu
Mulher é esfaqueada por dizer que não conseguiria entregar lembrancinhas de biscuit no prazo combinado — Foto: Arquivo/Divulgação/Prefeitura de Botucatu

Um desentendimento na prestação de serviços de festas acabou com uma mulher esfaqueada na noite desta terça-feira (6) no bairro Palmital, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A suspeita de ter agredido a vítima fugiu e ainda não foi localizada.

Segundo a Polícia Militar, há cerca de um mês, Hanna Samara Andrade do Vale, de 30 anos, havia contratado serviços de festa da empresa da Rafaela Curvelo Carvalho, de 30 anos, e do marido dela. Como pagamento, foi acertado que Hanna faria peças de biscuit e entregaria até o dia 10 deste mês.

Mas, houve um desentendimento entre as duas, porque Hanna teria alegado que não conseguiria cumprir o prazo. Rafaela teria ido até a casa da vítima num carro preto, com dois homens. Nervosa, ela sacou uma faca da bota, esfaqueou a vítima na barriga e fugiu.

Hanna foi socorrida por testemunhas e levada para o Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte, onde segue internada em estado estável.

A Polícia Militar foi até a casa da suspeita e encontrou o marido dela, com os pés sujos de sangue. Ele alegou que o sangue havia respingado quando tentava segurar a esposa. Mas não soube dizer quem era o outro homem que estava no carro, nem onde estaria a esposa. Ele foi preso por participar do crime e levado à delegacia.