Auxílio-emergencial começa a ser pago para cidadãos nos EUA

Milhões de americanos começaram a receber nesta quarta, 15, as transferências do pacote emergêncial aprovado pelo Congresso dos Estados Unidos para compensar o impacto econômico causado pela pandemia do novo coronavírus.

O benefício chega a US$ 1,2 mil por pessoa com renda menor que US$ 75 mil ao ano, US$ 2,4 mil para casais, além de US$ 500 adicionais por filhos menores de 17 anos. O auxílio emergencial foi autorizado pelo presidente Donald Trump no fim de março.

O programa custará mais de US$ 2 bilhões – o maior da história do país, e inclui pagamentos diretos, subsídios para empresas, ampliação do seguro-desemprego, e créditos para pequenas e médias empresas. Os cidadãos vão receber por cheques ou depósitos na conta bancária.

Steven Mnuchin, secretário do Tesouro, informou que mais de 80 milhões de americanos devem receber o auxílio ainda nesta semana. Quase 17 milhões de trabalhadores perderam o emprego em apenas 21 dias.

Na última semana, 6,6 milhões de pessoas solicitaram o seguro-desemprego nos Estados Unidos, dado que revela a gravidade do impacto da pandemia na economia do país.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos já confirmaram 632.878 casos de Covid-19, entre eles 27 mil mortos.

* Com EFE