Esse é apenas o primeiro passo para o descomissionamento das barragens que armazenam rejeitos químicos da exploração de ouro.

Copasa começa recuperação de barragens abandonadas pela Mundo Mineração em Rio Acima

Copasa começa recuperação de barragens abandonadas pela Mundo Mineração em Rio Acima

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) começa, nesta segunda-feira (13), o trabalho de recuperação das barragens 1 e 2 da Mina Engenho, em Rio Acima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte

Essas barragens, com rejeitos químicos da exploração de ouro, foram abandonadas pela empresa Mundo Mineração em 2011. Agora, quase oito anos depois, sob responsabilidade do governo de Minas, as estruturas vão ser descomissionadas.

Desde o dia 11 de abril, a Copasa iniciou as obras para montagem da estação de tratamento de água e, a partir de desta segunda, começa o tratamento dos rejeitos.

Esse é apenas o primeiro passo para a descaracterização das barragens. Elas são as únicas na lista da Agência Nacional de Mineração (ANM) com classificação A, ou seja, risco alto e elevado potencial de dano.

Caso ocorra um rompimento das barragens, o risco para o município é principalmente ambiental devido à contaminação química dos recursos hídricos.

A Copasa e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) vão dar uma entrevista coletiva, em Rio Acima, para explicar detalhes das obras.