Coronavírus está matando mais do que o sarampo, dengue e H1N1

O coronavírus já matou seis vezes mais brasileiros do que dengue, H1N1 e sarampo juntos neste ano. Até domingo (12), foram 1223 mortes pela covid-19, segundo o Ministério da Saúde.

Dados do governo também mostram que, até quatro de abril, 181 pessoas tinham morrido por dengue no Brasil. Outras 13 faleceram por H1N1, o vírus que causa um dos tipos de gripe. E 15 óbitos ocorreram por sarampo.

O infectologista Luis Fernando Waib explica que a dengue é uma doença que existe há anos no país. Já em relação à H1N1 e ao sarampo, Luis Fernando Waib afirma que o número de óbitos é menor em comparação à Covid-19 porque já existem vacinas para essas doenças.

Com a chegada do outono, os casos de dengue devem diminuir, mas os cuidados com os criadouros do mosquito aedes aegypti devem ser permanentes.

As baixas temperaturas, por outro lado, acendem o alerta para as infecções por H1N1 e o infectologista Luis Fernando Waib ressalta a importância da vacinação.

Desde o dia 23 de março, pessoas com mais de 60 anos e trabalhadores da saúde já podem se vacinar.  A campanha de vacinação vai até o dia 22 de maio.

*Com informações da repórter Nicole Fusco