Covid-19: Ministério da Saúde lança cartilha ensinando a fazer máscaras

O Ministério da Saúde lançou uma cartilha ensinando o passo a passo da confecção de uma máscara de proteção contra o novo coronavírus. Feita manualmente, a máscara caseira pode substituir as chamadas N95, que estão em falta em diversos países atingidos pela pandemia.

“Diante do cenário da pandemia pelo COVID-19, há escassez de EPIs em diversos países, em especial das máscaras cirúrgicas e N95/PFF2, para o uso de profissionais nos serviços de saúde. O Ministério da Saúde recomenda que máscaras cirúrgicas e N95/PFF2 sejam priorizadas para os profissionais para garantir a manutenção dos serviços de saúde”, diz a pasta.

As máscaras caseiras impedem, assim com as N95, a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca no ambiente, garantindo uma barreira física que vem auxiliando na diminuição de casos.

“Nesse sentido, sugere-se que a população possa produzir as suas próprias máscaras caseiras em tecido de algodão, tricoline, TNT, ou outros tecidos, que podem assegurar uma boa efetividade se forem bem desenhadas e higienizadas corretamente. O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas cobrindo totalmente a boca e nariz e que esteja bem ajustada ao rosto, sem deixar espaços nas laterais”, diz a cartilha, que em seguida mostra o passo a passo para a confecção utilizando uma camiseta.

Na cartilha, há dois modelos de máscaras e orientações para a higienização correta deste tipo de equipamento de proteção individual que é reutilizável. O tutorial completo para a máscara caseira pode ser consultados no site do Ministério da Saúde.

Até esta quinta, o Brasil tinha 299 mortes por Covid-19 e quase oito mil casos confirmados. Além do uso das máscaras, autoridades de saúde mundiais tem orientado o uso de álcool em gel para mãos, além de medidas de distanciamento social e isolamento domiciliar.