Cruzeiro com casos de infecção por Covid-19 relata morte de 2 passageiros

O cruzeiro Coral Princess, que navega rumo ao porto de Miami e registrou mais de dez casos de infecção pelo novo coronavírus entre seus 1.898 ocupantes, relatou neste sábado (4) que dois passageiros morreram.

A companhia de navegação Princess, dona do navio, confirmou que ele vai atracar no porto de Miami, em vez de, como previsto, no porto de Everglades, que fica a 40 quilômetros de distância e onde hoje continua o desembarque de passageiros de dois cruzeiros da empresa Holland America Line (HAL), entre os quais houve quatro mortes supostamente por Covid-19.

O Coral Princess, que tem a bordo 1.020 passageiros e 878 membros da tripulação, desembarcará primeiro os que precisam de cuidados médicos, e as pessoas assintomáticas começarão a deixar a embarcação amanhã, quando também serão levadas diretamente ao Aeroporto Internacional de Miami.

A companhia explicou que espera que o processo de desembarque demore vários dias, devido à disponibilidade limitada de voos.

O Coral Princess zarpou em 5 de março no porto de San Antonio, no Chile, para uma viagem de 14 dias de duração pela América do Sul e que estava prevista para terminar em Buenos Aires (Argentina).

*Com EFE