Drogba cede hospital da fundação que mantém para autoridades marfinenses

O atacante Didier Drogba, ex-Chelsea, ofereceu às autoridades da Costa do Marfim as estruturas do hospital da fundação que mantém, localizado na principal cidade do país, Abidjan, para que seja convertido em um centro de diagnóstico do novo coronavírus. A informação foi veiculada nesta segunda-feira pelo jornal francês “L’Équipe”.

De acordo com a publicação, o jogador fez o anúncio hoje, no próprio hospital Laurent-Pokou, que leva o nome do ex-jogador e ex-técnico da seleção marfinense de futebol, que morreu em 2016.

O prefeito de Abidjan, Sidiki Diakité, também presente na solenidade, aproveitou para agradecer Drogba pela cessão e classificou a atitude do ídolo do Chelsea como “um ato de patriotismo.

Segundo a diretora da fundação que administra a unidade de saúde, Mariam Breka, agora às autoridades públicas é que deverão avaliar a melhor forma de tornar o hospital operacional para o combate da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

De acordo com o boletim mais recentes, Costa do Marfim registrou 533 casos de infecção e cinco mortes.

*Com EFE