Em Brasília, manifestantes pedem reabertura do comércio e volta ao trabalho

Um grupo de manifestantes se reuniu neste domingo (5) para pedir o fim das medidas de isolamento decretadas pelo governo do Distrito Federal. Em um vídeo, os manifestantes aparecem com bandeiras do Brasil em frente ao Palácio do Buriti, em Brasília.

“Já temos uma turma boa aqui na frente. Eu mando uma mensagem para todo mundo que não veio, o pessoal que passa na rua e está apoiando a gente. Todo mundo está com a gente. Esses protestos serão constantes e temos que mostrar que queremos trabalhar”, diz o youtuber Fernando Melo, apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

A manifestação defende a reabertura do comércio, a volta ao trabalho e o retorno das aulas no estado. Nesta semana, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), estendeu as medidas de isolamento social até 3 de maio. Outros países afetados pela pandemia, como Itália e Espanha, também prolongaram os períodos de quarentena.

Melo também relata que contou com apoio da Polícia Militar do DF, que não interrompeu o ato. Segundo ele, a PM “quer trabalhar para defender o povo de bem, e não para obrigá-los a ficar em casa”.

Contrariando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre isolamento social para dimunuição do contágio do coronavírus, o grupo afirma que deve se reunir em outras oportunidades. A manifestação foi marcada pela internet.

Na manhã deste sábado, manifestantes fizeram carreata em Brasília “pela abertura do comércio”.  No Twitter, as manifestações favoráveis ao fim do isolamento usam a hashtag “Bora trabalhar”.

De acordo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, divulgados neste sábado, o Brasil tem 432 mortes por coronavírus e mais de 10 mil casos.