EUA: Pedidos de auxílio-desemprego chegam a 22 milhões

O número de trabalhadores que pediram auxílio desemprego nos Estados Unidos nas últimas quatro semanas chegou a 22 milhões, segundo informou nesta quinta-feira (16) o Departamento de Trabalho do país.

Os dados indicam que o índice de desemprego nos EUA está perto de 17%, muito acima do pico de 10% registrado em outubro de 2009, três meses após o fim da Grande Recessão. A alta é registrada por conta do avanço do coronavírus no país.

Em quatro semanas, a média de solicitações chegou a marca inédita na história de 5,5 milhões. Enquanto isso, segundo o informe divulgado nesta quinta, na semana concluída em 4 de abril, havia 11,976 milhões de pessoas sendo amparadas por esse benefício, outro recorde.

Em março, a taxa de desemprego nos EUA subiu de 3,5% para 4,4%, mas analistas esperam uma disparada sem precedentes, como consequência da pandemia.

*Com informações da EFE