EUA têm 530 mil casos e mais de 20,6 mil mortes pelo novo coronavírus

Os Estados Unidos superaram a Itália como o país com o maior número de mortes por coronavírus, registrando mais de 20 mil óbitos desde o início do surto, segundo informações da agência de notícias Reuters.

O país registrou o maior número de mortos até o momento na epidemia, com cerca de duas mil mortes por dia nos últimos quatro dias seguidos. Entretanto, o número é visto como possivelmente menor que a realidade.

Especialistas em saúde pública alertaram que o número de mortos nos EUA poderá subir para 200 mil durante o verão se o isolamento for suspenso depois de 30 dias. A maioria das restrições atuais decorre de ordens de governadores e não do presidente.

Custo econômico
Mesmo com a estimativa, Trump disse que deseja que a vida volte ao normal o mais rápido possível e que as medidas têm seu próprio custo econômico e de saúde pública. As atuais diretrizes federais vão até 30 de abril.

Trump, que busca a reeleição em novembro, terá que decidir se deve estendê-las ou começar a incentivar as pessoas a voltar ao trabalho e a um estilo de vida mais normal. O presidente disse que iria divulgar um novo conselho consultivo, possivelmente na terça-feira (14), que se concentrará no processo de reabertura da economia dos EUA.

O número de americanos que buscam benefícios de desemprego ultrapassou 16 milhões. O governo disse que a economia eliminou 701 mil empregos em março. Essa foi a maior perda de empregos desde a grande recessão e encerrou o maior boom de empregos na história dos EUA, iniciado no final de 2010.

*Com informações da Agência Brasil