Governadores do Sul e do Sudeste divulgam carta pedindo aprovação urgente de medidas de alívio

Os sete governadores do Sul e do Sudeste encaminharam, nesta quinta-feira (2), uma carta ao governo federal com pedidos para evitar o colapso econômico durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o texto, os anúncios feitos até agora precisam ser aprimorados em relação aos Estados e municípios, principalmente porque a queda de arrecadação do ICMS impactará as contas já neste mês.

Entre outras recomendações, a carta pede, por exemplo, a suspensão dos pagamentos de dívidas com a União por 12 meses.

Uma segunda carta, endereçada aos líderes do Congresso Nacional reforça os apelos, entre eles a aprovação do chamado Plano Mansueto, que prevê que estados e municípios tenham acesso a empréstimos com garantias da União desde que façam um ajuste fiscal para recuperar suas finanças.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que os estados do Sul e do Sudeste são os que mais estão sofrendo os efeitos da Covid-19.

João Doria também voltou a fazer referência ao ex-presidente Lula. Depois de ter publicado, em uma rede social, uma mensagem em que concordava com o petista, o governador reforçou que esse não é o momento de odiar ou fazer política.

O governador rebateu críticas à sua aproximação com Lula dizendo que não se pauta por conveniência, mas sim por convicção.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini