Michael Phelps alerta pela saúde mental dos atletas após adiamento dos Jogos

Maior campeão da histórias da Olimpíadas, o ex-nadador Michael Phelps emitiu sua opinião sobre o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus. Para o americano, o cuidado com a saúde mental é extremamente importante neste momento de incertezas.

“O atleta passa por quatro anos de preparação. Nós meio que sabemos exatamente quando isso vai acontecer e nosso corpo está pronto para isso, então temos que esperar… É difícil. Eu tentei replicar o que eu estaria passando emocionalmente neste momento se ainda estivesse competindo. É difícil realmente entender isso”, comentou Phelps, em entrevista à emissora “NBC”.

“Todos cuidem da saúde mental. É algo ainda mais importante agora. É importante garantir que estejamos atentos à nossa saúde mental tanto quanto à nossa saúde física”, completou.

Dono de 28 medalhas nos Jogos, sendo 23 delas de ouro, Phelps vem reforçando a importância do estado psicológico desde que se aposentou. O americano, inclusive, já admitiu que precisou enfrentar a depressão.

“Sou o primeiro a admitir. Sou alguém que ainda luta com a depressão e com a ansiedade. Tive um ou dois dias ruins nas últimas três semanas. Tenho certeza de que existem pessoas por aí que estão passando exatamente pela mesma coisa”, disse.