Monja Coen – ‘O coronavírus nos mostra a fragilidade da vida’

Em uma versão especial do podcast “45 Do Primeiro Tempo” sobre o coronavírus, Patrick Santos entrevista a líder budista Monja Coen, que fala sobre o seu olhar diante da pandemia.

Em uma conversa centrada no comportamento humano, Monja Coen expõe a nossa relação com a morte, o medo do sofrimento e os três venenos que, por vezes, corroem a alma humana: ganância, raiva e ignorância. Monja acredita que este momento pode ser transformador e que as dificuldades as quais passamos pode ser um motivo para mostrarmos nossas virtudes.

A líder espiritual disse acreditar em uma mudança significativa da sociedade pós-coronavírus e que espera que a humanidade tenha um despertar de consciência ao qual o vírus veio nos mostrar.