Montillo, ex-Cruzeiro, perde pai e avô por suspeita de coronavírus

A Covid-19 pode ter provocado a morte do pai e do avô de Valter Montillo, jogador argentino que atuou pelo Cruzeiro. A Universidad do Chile, time onde o jogador atua, confirmou o falecimento de ambos, porém, a causa ainda não foi revelada. Eles realizaram exames para detectar o vírus, mas os resultados ainda não saíra.

De acordo com o time chileno, Walter Óscar, pai do jogador, foi internado com um quadro respiratório grave, e faleceu nesta terça, aos 60 anos. Já o avô de Montillo, Óscar, faleceu na semana passada, também com problemas respiratórios. Ele tinha 91 anos.

“Enviamos nossas condolências aos familiares e pessoas próximas de Walter Montillo, que hoje sofreu o sensível falecimento de seu pai, Walter Óscar, desejo que se soma pelo falecimento de seu avô Óscar, durante os últimas dias”, afirma a Universidad de Chile em nota publicada no Twitter.

Montillo defende a Universidad do Chile desde o início do ano, após três temporadas no Tigre. Ele teve passagem marcante pelo Cruzeiro, entre 2010 e 2012, com 36 gols marcados em 144 partidas.

O clube mineiro também manifestou seu pesar pelas perdas do meia. “O Cruzeiro Esporte Clube lamenta profundamente a morte do Sr. Walter Óscar Montillo, pai do nosso ex-atleta Montillo. Ficam aqui nossos votos de respeito e sentimentos neste momento de dor profunda. Muita força para você, Montillo”, escreveu o Cruzeiro no Twitter.

* Com Estadão Conteúdo