‘Não ter contratado Senna é minha maior frustração’, diz ex-presidente da Ferrari

Ex-presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo revelou que ficou muito perto de contratar Ayrton Senna. Em entrevista à emissora “Sky Sports”, neste domingo (5), o italiano afirmou que chegou a conversar com o brasileiro antes do acidente fatal, em Imola, na temporada de 1994.

“(Meu arrependimento foi) Não ter trazido Ayrton Senna. Ele veio até a minha casa em Bologna, antes do acidente de Imola, e me disse que queria correr a todo custo com nós e deixar a Williams. Combinamos de nos vermos depois de Imola, mas depois aconteceu o que aconteceu”, disse.

Luca ressaltou que ter Senna na equipe seria a “cereja no bolo”. “Eu ficaria feliz em tê-lo. Teria sido a cereja do bolo, que foi o que aconteceu com Michael Schumacher. Ele entrou na história da Ferrari porque ninguém fez o que ele fez”, completou.