Nova York supera 10 mil mortes ao incluir óbitos não contabilizados

A cidade de Nova York superou a marca de 10 mil mortes por Covid-19 nesta terça-feira (14), após incluir mais 3,7 mil óbitos que não estavam nas estatísticas, segundo informou a assessora de imprensa da prefeitura, Freddi Goldstein.

Foram incluídas no somatório pessoas que morreram em casa e que tinham sintomas de Covid-19, mas que em nenhum momento compareceram a hospitais nem foram examinadas.

A última informação publicada no site oficial do Departamento de Saúde da cidade, atualizado às 16h (horário local; 18h em Brasília) informava que o número total de mortos era de 7.905, então superaria 11.600 mortes após os novos dados.

O governador Andrew Cuomo anunciou mais cedo que o número de mortos no estado era de 10.834. Com o acréscimo dos 3.700, o total pode ser superior a 14.500 na região.

Cuomo ressalta desde segunda-feira que a situação está de acordo com a gravidade, com uma estabilização do número de mortes diárias acima de 700.

“Se olharmos para as mortes dos últimos dias, podemos ver que o seu número é praticamente plano, mas em um nível devastador”, disse o governador, referindo-se ao fato de, desde 6 de abril, todos os dias o número de mortes ter ultrapassado 730, exceto no dia 12 de abril, quando morreram 671.

* Com EFE