Os trabalhos seriam entregues em junho, mas a prefeitura informou que encontrou muitos pontos com infiltração na estrutura do imóvel.

Obras na Igrejinha da Pampulha só devem terminar no segundo semestre de 2019
Obras na Igrejinha da Pampulha só devem terminar no segundo semestre de 2019

Um dos principais cartões-postais de Belo Horizonte está em obras e a população vai ter que esperar mais do que o previsto para vê-lo novamente. A Igreja de São Francisco de Assis, mais conhecida como Igrejinha da Pampulha, teria os trabalhos entregues no dia 11 de junho, mas como estão atrasados devem terminar somente no segundo semestre deste ano.

A Pampulha é um ponto turístico da capital mineira que ficou famoso no mundo. O conjunto arquitetônico é Patrimônio Cultural da Humanidade.

A igreja é da década de 1940 e foi projetada por Oscar Niemeyer, tem painéis de Portinari e jardins de Burle Marx.

Ela está passando por manutenção, limpeza dentro e fora, pintura. Mas um problema perigoso acabou alterando o cronograma das obras.

“A gente já tinha previsão de desmontar o forro da igreja e trabalhar com as juntas de dilatação para conter as infiltrações que acometem a igreja. Durante esse processo, quando a gente realmente desmontou o forro, a gente acabou encontrando mais pontos de infiltração do que estavam previstos no projeto e isso obrigou a gente a rever a nossa estratégia para cuidar da igreja e para conter essa infiltração”, disse a gerente do Conjunto Moderno da Pampulha, Janaína França.

De acordo com a Secretaria de Obras, os trabalhos na igrejinha incluem serviços de recuperação das juntas de dilatação, impermeabilização, substituição dos painéis de madeira, instalação elétrica e cabeamento estruturado.

Igrejinha da Pampulha, em Belo Horizonte — Foto: Reprodução/TV Globo
Igrejinha da Pampulha, em Belo Horizonte — Foto: Reprodução/TV Globo