O convite do PDT foi feito na semana retrasada, durante visita do ex-ministro Ciro Gomes, principal líder da sigla no país, em Belo Horizonte

Duda Salabert

Foto: Lucas Ávila/divulgação

A professora Duda Salabert, ex-candidata ao Senado pelo PSOL no ano passado, pode se filiar no PDT para disputar, em 2020, uma cadeira na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

O convite do PDT foi feito na semana retrasada, durante visita do ex-ministro Ciro Gomes, principal líder da sigla no país, em Belo Horizonte. O deputado federal Mário Heringer (PDT-MG) também participou das conversas.

No PDT, há certo otimismo de que Duda Salabert aceite o convite. Ela contaria com certo protagonismo dentro da legenda mineira na disputa da capital, inclusive podendo receber apoio público nas redes sociais de Ciro durante a campanha. 

Na eleição estadual de 2018, Duda obteve pouco mais de 350 mil votos. O convite do PDT faz parte do plano nacional do partido em tentar rivalizar com o PT pelo protagonismo da esquerda no país, passando a ocupar setores que a legenda historicamente tem dificuldades em dialogar.

No domingo, Salabert anunciou sua desfiliação no PSOL após problemas internos – ela chegou a classificar a legenda como “transfóbica”. No PSOL, a professora integrava uma corrente interna que era considerada a mais radical da sigla.