Gladistom Santanna teve lesões na região do quadril e na cabeça e está internado no Hospital João XXIII.

Cadeira ficou destruída após atropelamento — Foto: Reprodução TV Globo
Cadeira ficou destruída após atropelamento — Foto: Reprodução TV Globo

A Polícia Civil está a procura do motorista que atropelou um cadeirante na noite deste domingo (4), no bairro Rio Branco, em Venda Nova, e fugiu sem prestar socorro. Uma equipe da Divisão Especializada em Prevenção e Investigação de Crimes de Trânsito (DEPICT), do Departamento de Trânsito (Detran-MG), foi encaminhada ao local do acidente para verificar se há câmeras ou outros elementos que ajudem a identificar o suspeito.

Gladistom Ferreira Santanna, de 53 anos, é tetraplégico e seguia para a igreja no momento do acidente. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Na manhã desta segunda-feira (5), ele continuava internado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), Gladistom foi atendido com escoriações pelo corpo e lesões na região do quadril e na cabeça. Robson Santanna, irmão da vítima, mostrou que a cadeira de rodas ficou destruída.

“O pessoal que presenciou a cena disse que parecia até cena de Hollywood, o carro pegou o meu irmão atravessando a rua, na cadeira de rodas, e ele foi arremessado para cima e colidiu ao solo”, disse.

O irmão relatou ainda que Gladistom teve uma fratura na bacia e vai precisar passar por cirurgia.

Segundo a Polícia Civil, familiares da vítima ainda não fizeram representação criminal contra o motorista. O prazo para registro é de seis meses. A DEPICT fica na rua Sergipe, 57, bairro Boa Viagem, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, para que o caso seja investigado.

Um cadeirante foi atropelado neste domingo (4), no bairro Rio Branco, em Venda Nova
Um cadeirante foi atropelado neste domingo (4), no bairro Rio Branco, em Venda Nova