Prefeitura adia inauguração de hospital do Anhembi e alega que sistema está comportando demanda

A Prefeitura de São Paulo adiou a entrega de leitos do Anhembi e alega que estrutura estará pronta no pico de contaminações por covid-19 na cidade. Os espaços reservados para os hospitais de campanha no complexo foram abertos para a imprensa nesta quinta-feira (2).

Atualmente, os funcionários estão recebendo e montando os colchões para as camas e os tomógrafos. Na semana que vem, a Prefeitura afirmou que vão estar à disposição 887 leitos.

No Anhembi, estão sendo erguidos 1800 leitos. No Pacaembu, já aberto, são 200. Segundo o coordenador do Comitê de Coronavírus da Secretaria Municipal de Saúde, Dr. Luiz Carlos Zamarco, ainda não há necessidade de usar os hospitais de campanha.

Foram contratados 2100 profissionais de saúde para trabalhar no Anhembi. Além da montagem da estrutura hospitalar, os médicos e enfermeiros ainda precisam ser apresentados à estrutura do hospital para depois iniciar os trabalhos.

*Com informações do repórter Leonardo Martins