Presidente da FPF afirma: ‘Se futebol pudesse voltar hoje, não estaríamos prontos’

Presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos afirmou, na manhã desta quinta-feira (16), que a decisão de manter a disputa do Paulistão 2020 foi unânime entre os clubes. Em entrevista ao “SporTV”, o mandatário também disse ser importante manter o contato com os dirigentes para se organizar quanto ao retorno no torneio.

Ainda assim, Bastos admitiu que a prioridade é “preservar vidas” e que a entidade não está pronta para voltar a organizar a competição em meio à pandemia de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

“Estamos todos preocupados com o futebol. O produto dos clubes são as competições. Temos que preservar vidas humanas. Mas temos que manter o contato entre os dirigentes para que, quando possível, tenhamos minimamente uma organização e procedimentos prontos para retomarmos o campeonato […] Se pudéssemos voltar com o futebol hoje, não estaríamos prontos”, afirmou.

O mandatário da FPF também disse que a hipótese de encerrar o Campeonato Paulista 2020 sem um campeão não foi cogitada pelo órgão. Bastos, por outro lado, confirmou que o retorno somente acontecerá com o aval das autoridades.

“Não passou pela cabeça terminar o campeonato sem os jogos. Os clubes querem terminar, inclusive o Santo André. Temos contratos. Temos que cumprir nossos compromissos. Todos estão conscientes de que só vamos voltar se tivermos segurança para todos os envolvidos. Mas queremos terminar as competições. Os clubes do Campeonato Paulista que disputam os campeonatos nacionais também querem fazer as Séries A, B, C e D conforme elas foram planejadas. O que todos têm em comum é o desejo de voltar em segurança”, falou.

Reinaldo Carneiro Bastos comanda a FPF desde 2019

Por fim, o presidente da Federação Paulista de Futebol revelou que não acreditar na volta das competições deste ano com os portões abertos para o público.

“Eu não vejo evento nenhum esportivo, musical ou teatral com presença de público no restante deste ano. Não acho possível. Vamos ter que restringir as pessoas que participarem desses eventos. […] Há uma série de providências a serem tomadas que precisam ser preparadas para voltarmos, e é isto que estamos discutindo. A única modificação que existiria no regulamento é em relação a datas de inscrição. Elas vão seguir as datas do campeonato. A possibilidade de inscrição de novos atletas, ou a prorrogação de contratos será permitida a todos os clubes”, finalizou.