Prevenção contra coronavírus em MG deve deixar quase 2 milhões de alunos em casa

Aulas na rede estadual estão suspensas até o dia 22 de março, impactando 1,8 milhões alunos. Na PUC-MG, 50 mil alunos estão tendo aulas on-line.

Como forma de prevenir a propagação do coronavírus, quase 2 milhões de alunos de MG devem ficar em casa nos próximos dias. Na rede estadual de ensino, as aulas estão suspensas entre os dias 18 e 22 de março, afetando 1,8 milhão de alunos, como informou a Secretaria de Estado de Educação.

De acordo com o último balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), Minas Gerais tem 4 casos confirmados de Covid-19. Foram notificados 386 casos. Destes, 85 foram descartados e 297 seguem em investigação. No último dia 13 de março, o governo de Minas decretou situação de emergência.

A rede particular de Minas decidiu seguir a recomendação do governo e orientar a paralisação de todas as escolas privadas. Segundo o Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (SINEP/MG), que representa 3.600 instituições em MG, a adesão vai depender de cada unidade. Desde o início de março, escolas já se preparavam para o surto, com orientações em sala de aula.

Governador de Minas anuncia medidas contra o coronavírus
Governador de Minas anuncia medidas contra o coronavírus

A Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) decidiu, neste domingo (15), suspender as aulas presenciais até pelo menos o dia 31 de março. De acordo com a instituição, cerca de 50 mil alunos, de 9 unidades em todo o estado, terão apenas aulas on-line neste período.

O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) suspendeu as aulas presenciais, em todos os campi e em todos os graus, por tempo indeterminado. Só no ensino médio, em Belo Horizonte, são cerca de 2,7 mil alunos impactados.

A Fundação Educacional Lucas Machado (Feluma), mantenedora da Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais, em Belo Horizonte, informou que as aulas estão suspensas, por duas semanas, começando nesta segunda-feira (16). A Universidade Fumec cancelou as atividades, por enquanto, apenas nesta segunda, deixando 7 mil alunos sem aulas.

A Faculdade Batista de Minas Gerais também suspendeu as aulas presenciais até o dia 22 de março. Cursos à distância e as aulas on-line estão mantidas. O mesmo ocorreu no Centro Universitário Newton.

A Faseh também divulgou uma nota à comunidade acadêmica, suspendendo as atividades até o dia 23 de março.