Projeto da LDO apresentado pela Prefeitura de BH prevê déficit de mais de R$ 300 milhões

O texto foi discutido em audiência na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Audiência discute projeto de lei orcamentária da Prefeitura de Belo Horizonte — Foto: Karoline Barreto/Câmara Municipal
Audiência discute projeto de lei orcamentária da Prefeitura de Belo Horizonte — Foto: Karoline Barreto/Câmara Municipal

A Prefeitura de Belo Horizonte prevê um déficit de R$ 329,3 milhões nas contas em 2020. O número foi apresentado em audiência pública nesta quarta-feira (30) na Câmara Municipal.

De acordo com a Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, esse dado, que faz parte do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), prevê operações de crédito – investimentos e empréstimos – apenas nas despesas, o que provocaria esse desequilíbrio.

Na audiência, o secretário André Reis disse que a crise econômica e o aumento do endividamento do município apontam pra um déficit em 2020. Mas segundo ele, todas as operações de crédito previstas serão destinadas para obras e programas

Prefeitura de Belo Horizonte, na Avenida Afonso Pena — Foto: Reprodução/TV Globo
Prefeitura de Belo Horizonte, na Avenida Afonso Pena — Foto: Reprodução/TV Globo