Reino Unido tem mais 717 mortes em 24 horas; total ultrapassa 11 mil

O número de mortes no Reino Unido por Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, subiu para 11.329 nesta segunda-feira (13), após o governo divulgar um boletim atualizado com mais 717 óbitos nas últimas 24 horas.

O número é inferior ao deste domingo, que foi de 737; ao de sábado, de 917; e ao da última sexta, que chegou às 980, o recorde em um mesmo dia registrado em todos os países da Europa.

Os especialistas apontam que, embora o ritmo de novas mortes tenha sofrido redução, ao que tudo indica, ainda não se alcançou o pico da pandemia no território britânico.

Além disso, os dados não incluem os óbitos que aconteceram fora dos hospitais do país.

O Ministério da Saúde do Reino Unido indicou que foram realizados 18 mil testes de diagnóstico a mais do que neste domingo, um número maior do que o dos dias anteriores. A meta do governo é conseguir chegar a 100 mil exames em 24 horas.

O primeiro-ministro, Boris Johnson, que deixou o hospital St. Thomas, em Londres, após quase uma semana de internação, segue afastado do trabalho e em recuperação da Covid-19 na casa de campo oficial de Chequers.

O secretário de Estado, Dominic Rabb, segue no comando do governo. Nesta quinta, o interino liderará reunião em que será decidida a manutenção ou não das restrições impostas no país há três semanas.

Enquanto isso, a oposição segue cobrando um resposta para a falta de materiais de proteção para equipes médicas nos hospitais, testes para funcionários de saúde e a população, entre outras coisas. Por isso, a gestão da pandemia será submetida à análise do Parlamento.

Está prevista a retomada das sessões no dia 21, depois do recesso da Semana Santa, com alternativas tecnológicas para que seja respeitado o distanciamento social imposto pelas autoridades locais.

*Com informações da EFE