Saques se repetem e assustam donos de mercados no RJ

A polícia do Rio de Janeiro decidiu fazer rondas perto de mercados, supermercados, mercearias de bairros em tempos de coronavírus. Há movimentação de criminosos para roubar os estabelecimentos ou promover saques.

Nessa semana, houve uma prisão na periferia do Rio de Janeiro de criminosos que estejam tentando fazer saques em uma mercearia de bairro.

Recentemente, outras prisões desta natureza também foram efetuadas pela Polícia Civil e pela Polícia Militar. Na Baixada Fluminense, dois integrantes de uma quadrilha especializada em saques foram presos. Eles relevaram que pretendiam vender as mercadorias nas ruas.

Quem está também aumentando patrulhamento é o Procon-RJ, mas dos preços. Por aqui há uma escassez de produtos como máscara, álcool gel e vitamina C.

E os preços estão disparando. Houve aumento, inclusive, de mais de 2ooo% no preço das máscaras cirúrgicas com relação ao valor praticado antes da covid-19.

Mais de 500 denúncias já foram encaminhadas ao Procon-RJ, que tem utilizado o canal de comunicação para investigar oportunismo e também hiperinflação no preço de alguns produtos.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga