Desde agosto, outras unidades de saúde da capital mineira foram fechadas mais de 25 vezes.

Pacientes aguardam informações sobre o retorno no atendimento da UPA do bairro 1º  de Maio — Foto: Raquel Freitas
Pacientes aguardam informações sobre o retorno no atendimento da UPA do bairro 1º de Maio — Foto: Raquel Freitas

Funcionários da área da saúde informaram nesta terça-feira (3), que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro 1º de Maio, na Região Norte de Belo Horizonte, está com atendimento suspenso devido a um caso de suspeita de sarampo.

Também segundo funcionários da UPA Norte, a informação é que a unidade está fechada temporariamente para que as pessoas que estão dentro dela sejam vacinadas.

Pacientes que procuraram atendimento nesta terça reclamaram da falta de organização no local. Como é o caso de Cláudia Maria de Cássia, que tinha uma radiografia agendada às 9h, mas não havia recebido atendimento até as 11h.

“Chega aqui, surto de sarampo, eu acho que aqui é muito mal organizado e deveria ter uma pessoa responsável para poder ver as crianças quando entram ou os adultos. Agora todo mundo está precisando de um médico e não pode passar no médico”.

Cláudia Maria está desde 09h aguardando atendimento na UPA Norte — Foto: Raquel Freitas
Cláudia Maria está desde 09h aguardando atendimento na UPA Norte — Foto: Raquel Freitas

Por volta das 11h, conversamos com Cláudia Maria e ela disse que foi informada na recepção que seria atendida em 40 minutos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o fechamento das unidades é uma medida preventiva para resguardar a saúde das pessoas do local e evitar transmissões. A suspensão temporária no atendimento, diante de um caso suspeito de sarampo, dura em média duas horas.

Outras unidades de saúde de BH fecharam

Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Centros de Saúde de Belo Horizonte foram fechados mais de 25 vezes nos meses de agosto e setembro por causa de atendimento a pacientes com suspeita de sarampo. A capital mineira tinha, até esta terça, dois casos confirmados da doença e 44 casos em investigação.

A medida afetou 19 unidades. Algumas foram fechadas mais de uma vez, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Venda Nova, por exemplo, foi fechada três vezes em uma semana, nos dias 27 e 31 de agosto e 02 de setembro. A UPA Centro-Sul também precisou de ser fechada duas vezes, nos dias 21 e 24.

Quem deve se vacinar

A vacinação contra o sarampo está disponível para crianças a partir de 6 meses. Adultos também devem ser imunizados. São necessárias duas doses para quem tem até 29 anos de idade. Dos 30 aos 49 anos, é necessária apenas uma dose.

A tríplice viral está disponível em todos os 152 centros de saúde da capital. As unidades funcionam de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h.