Trump anuncia nesta quinta as diretrizes para reabertura de estados

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que os dados sugerem que o país já passou pelo ápice de contágios do coronavírus. Trump fez o anúncio na quarta-feira (15), em uma entrevista coletiva.

Trump também disse que vai conversar com governadores e divulgar nesta quinta-feira (16) as diretrizes para reabertura de alguns estados. Ele disse que a situação varia dependendo da região do país, e alguns estados podem reabrir ainda neste mês.

A Dra. Deborah Birx, coordenadora da força-tarefa da Casa Branca contra o coronavírus, mencionou especificamente nove estados que registraram menos de mil casos até agora, e têm menos de 30 novos casos por dia.

Mas a Dra. Birx destacou que o coronavírus é muito contagioso, e que em todo o país os americanos devem continuar seguindo as orientações de distanciamento social, lembrando que mesmo pessoas sem sintomas podem estar infectadas e transmitindo o vírus, sem nem saber.

Na quarta-feira (15), o diretor-geral da OMS, a Organização Mundial da Saude, Tedros Ghebreyesus, respondeu ao anúncio de Trump sobre a suspensão da verba para a OMS e as críticas à forma como a organização está lidando com o coronavírus.

Ghebreyesus disse que a OMS ainda está analisando o impacto da suspensão da verba dos Estados Unidos, e vai trabalhar com outros parceiros para garantir que os trabalhos continuem.

O diretor-geral da organização também disse que a resposta da OMS ao coronavírus vai ser analisada em um momento adequado, mas agora é hora de união contra uma ameaça comum.

Em Nova York, o governador Andrew Cuomo anunciou uma ordem executiva para exigir que as pessoas cubram o nariz e a boca em lugares onde não dá para manter a distância recomendada entre uma pessoa e outra, como ônibus ou vagões de metrô cheios e dentro de lojas.

Na cidade de Nova York, os mercados devem exigir que os clientes cubram o nariz e a boca, usando máscaras ou improvisando com lenços e cachecóis. O prefeito da cidade, Bill de Blasio, anunciou a nova determinação na quarta-feira.

*Com informações da repórter Mariana Janjácomo