Uberaba chega a 125 mortes por Covid-19 e mais de 4,7 mil casos positivos da doença


Nova vítima fatal do coronavírus é uma idosa de 67 anos. Veja ainda número de casos negativos, pacientes recuperados e taxa de ocupação de leitos no boletim diário divulgado pela Prefeitura neste domingo (20). Testes rápidos para detecção da Covid-19
Jefferson Peixoto/Secom
Mais uma morte por Covid-19 foi registrada em Uberaba nas últimas 24 horas, segundo o boletim diário divulgado pela Prefeitura neste domingo (20). Agora, a cidade tem 125 óbitos pela doença.
A vítima mais recente é uma idosa, de 67 anos, que tinha comorbidades e ficou internada por 18 dias em hospital público.
Até o momento, Uberaba continua três mortes por suspeita de coronavírus em investigação.
Veja outros números da Covid-19 em Uberaba em comparação com o boletim de sábado (19):
casos positivos: a cidade 51 registrou novos casos, totalizando 4.730 casos confirmados;
recuperados: outras 35 pessoas foram consideradas recuperadas, totalizando 4.314;
casos negativos: Uberaba tem 32.220 casos de Covid-19 descartados; antes, eram 32.086;
casos suspeitos: o número de casos em investigação permanece em 326;
ocupação de leitos: a ocupação de leitos de UTIs destinadas ao tratamento da Covid-19 aumentou para 44%, o que representa 44 pessoas internadas. O número de pacientes em enfermarias caiu para 32, o que significa 24% da capacidade total.
Boletim diário coronavírus de Uberaba de 20 de setembro
Prefeitura de Uberaba/Divulgação
Mortes
A primeira morte pela doença na cidade foi confirmada no dia 10 de abril. A vítima foi um idoso, de 74 anos, que esteve nos Estados Unidos e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele tinha hipertensão e diabetes.
Entre os dias 14 e 23 de junho, Uberaba registrou ao menos uma morte por dia, sendo 11 ao todo. A sequência acabou no dia 24 de junho, sem a confirmação de novos óbitos. Em todo o mês de junho foram registradas 21 mortes pela doença. No mês de julho, o número de vítimas da Covid-19 foi 30. Já em agosto, foram 34.
No dia 1º de setembro, a cidade registrou 92 mortes. Dois dias depois, o município atingiu 100 óbitos pela doença. A cidade chegou a 107 mortes no dia 11 de setembro e, no dia seguinte, o número subiu para 109, sendo que um dos óbitos registrados foi o do vice-prefeito João Gilberto Ripposati. Entre os dias 13 e 20 de setembro, foram confirmadas 15 mortes.
Initial plugin text