Vem mais chuva: BH deve receber novo temporal hoje e são esperados 70 mm até amanhã

A chuva parece mesmo não dar trégua para Belo Horizonte. Ainda se recuperando e contabilizando o prejuízo do temporal recebido na noite de terça-feira (29), a capital mineira já precisa se preparar para novas pancadas de chuva. A Defesa Civil da cidade emitiu alerta com a previsão de aguaceiro de hoje até quinta (30).

“Possibilidade de pancadas de chuva (50 a 70 mm) com raios e rajadas de vento que podem superar os 50 km/h, até 8h de quinta-feira (30)”, afirma comunicado do órgão que monitora a previsão do tempo.

Essa forma de medição, em mm (milímetros), está mais familiar do belo-horizontino nos últimos dias. Mas, para efeito de comparação, uma chuva de 50 mm já é considerada muito forte e pode causar estragos e alagamentos, sempre dependendo do período em que essa quantidade é registrada.

Ontem, por exemplo, choveu impressionantes 186,4 mm em apenas 2h30 na região Centro-Sul de Belo Horizonte, a mais castigada. Para se ter uma ideia, esse valor é mais da metade do que a capital mineira recebe, historicamente, em janeiro todo – que é o segundo mês mais chuvoso do ano.

Quanto chove em BH (média histórica por mês)

  • Janeiro – 329,1 mm
  • Fevereiro – 181,4 mm
  • Março – 198 mm
  • Abril – 74,7 mm
  • Maio – 28,1 mm
  • Junho – 9,7 mm
  • Julho – 7,9 mm
  • Agosto – 14,8 mm
  • Setembro – 55,5 mm
  • Outubro – 104,7 mm
  • Novembro – 239,8 mm
  • Dezembro – 358,9 mm
    Fonte: Defesa Civil de BH

Fevereiro ainda mais chuvoso

Se não bastassem os estragos gerados pela água nos últimos dias, quando foram contabilizadas mais de 50 mortes desde a última sexta (24), a meteorologia prevê ainda mais chuva para o mês de fevereiro.

“Os modelos meteorológicos indicam que fevereiro será bem chuvoso e até mais que janeiro. A primeira frente fria já vai chegar no próximo domingo (2)”, explica o meteorologista Ruibran dos Reis ao BHAZ. Ainda é cedo para afirmar com precisão quanto vai chover em cada região de Minas, mas já é possível prever as regiões que serão mais afetadas.

“A previsão é que as chuvas concentrem mais nas regiões Oeste, no Sul de Minas e no Triângulo, pois a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) atuará de forma mais intensa nestes pontos. Em janeiro, por exemplo, ela se concentrou na região Central, Leste e Zona da Mata, por isso os estragos foram maiores nestes locais”, afirma Ruibran.

Sim, mais uma vez, segundo os estudiosos, a causa da grande quantidade de água será a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Essa zona já tinha sido responsável pelas fortes chuvas dos últimos. Mas, afinal, o que é ZCAS?

“É um corredor de umidade que passa pela região Norte, Centro-Oeste e depois no litoral do Sudeste até chegar em Minas Gerais. É um fenômeno típico do verão e que causa muitas chuvas por aqui”, esclarece Heriberto dos Anjos, do GeoClima Soluções Ambientais.

Cuidados

Durante os temporais alguns cuidados precisam ser tomados pela população. A Defesa Civil pede para evitar áreas de inundação e não trafegar em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões.

Veja outras orientações:

  • Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos.
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.
  • Atenção especial em áreas de encostas e morros.
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).
  • Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil (199).
  • Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.